20.08

No dia 20/08 (quarta-feira), movimentos sociais e sindicais se unem para fazer um manifesto em defesa do Pré-Sal e dos royalties.
 
A reivindicação é que 10% do PIB (Produto Interno Bruto) sejam destinados para a educação, e com isso, garantir mais desenvolvimento, melhoria na qualidade de ensino, além de melhores salários para os professores de todas as esferas públicas. 
O ato Para Unir o Brasil em defesa da democracia também protestará contra o projeto de lei 131/2015 do senador José Serra, que pretende alterar o sistema de partilhas de exploração do pré-sal e com isso ameaça os R$ 100 bilhões definidos para o Fundo Social do pré-sal, sendo R$ 50 bilhões destinados à educação.